NOTÍCIAS

14 de janeiro de 2022

Pe. Celso Copetti celebra 25 Anos de Sacerdócio

"Antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento, eu já te havia consagrado e te havia designado profeta das nações” (Jr 1,5).

 

No domingo (09/01/22), dia do Batismo do Senhor, a Congregação de São José (Josefinos de Murialdo) celebrou os 25 anos de Ordenação Sacerdotal do religioso, Pe. Celso Copetti. Neste dia, as comunidades que formam a Paróquia Cristo Bom Pastor de Londrina (PR) se reuniram para agradecer os 25 Anos de Sacerdócio do pároco, Padre Celso, que teve seu ministério marcado pela profecia. A celebração eucarística presidida pelo próprio jubilando e concelebrada pelos confrades Pe. Carlos Wessler, Pe. Esvildo Peluchi, Pe. Vilmar Roecker, o Vice-Provincial Pe. Lídio Roman e o Provincial, Pe. Marcelino Modelski marcou o ápice das comemorações, reunindo o povo no ginásio da Epesmel, respeitando os protocolos e cuidados devido à Covid-19.

A celebração foi muito animada e participativa, com a presença dos teólogos da Congregação, lideranças, amigos e povo de Deus.

Durante a semana foi realizado um Tríduo Vocacional em preparação à grande festa litúrgica. Foram momentos de muita espiritualidade com a participação e a unidade entre as comunidades.

Logo no início da Celebração dos 25 anos de Sacerdócio, no domingo, recebemos a imagem de Nossa Senhora, a quem Pe. Celso tem uma devoção profunda, entronizada ao som da Ladainha dos Empobrecidos, pedindo à Mãe o cuidado especial pelos mais necessitados, os pobres. Em seguida, as comunidades presentearam o pároco com uma linda casula dourada, que foi prontamente abençoada pelo Provincial da Congregação, Pe. Marcelino e revestida pela família Pires. Durante a bênção das vestes, Pe. Marcelino ressaltou a simbologia da veste que o jubilando recebia: “Pe. Celso recebe a casula, que significa uma pequena casa. O Pastor acolhe em si a vida do rebanho, a vida das pessoas. Quando o padre a usa, ela tem esse sentido: eu dou a minha vida, eu cuido na minha vida e na minha casa daqueles e daquelas que Deus me confiou.”Após, todos estenderam as mãos para abençoar a casula: “Por intercessão de São José, de São Leonardo Murialdo e da Bem-Aventurada Virgem Maria, Deus abençoe esta casula, sinal do acolhimento e da proteção do Pastor com suas ovelhas, a serviço da vida como o mestre Jesus: em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!”

Durante a homilia, Pe. Celso falou sobre o chamado de Deus através do batismo: “Neste dia em que celebramos o batismo e recordamos os meus 25 anos de sacerdócio, somos convocados a assumir nossa missão enquanto batizados e batizadas ungidos pelo Espírito Santo.”

Ao final da celebração, as crianças e adolescentes - revestidos de anjos -, levaram o jubilando até a imagem de Nossa Senhora para, mais uma vez, consagrar sua vida aos cuidados da Mãe de Deus para que ela continue o impulsionando, abençoando e protejendo.

Nos agradecimentos finais, Padre Celso ressaltou a importância da comunidade em sua vocação, desde sua infância, com seus pais, até hoje, como pároco da Paróquia Cristo Bom Pastor de Londrina; agradeceu também aos padres Lidio e Marcelino que, há 25 anos, estavam presentes em sua ordenação e ao padre Valdir Susin, que o convidou para o seminário e aos demais confrades presentes; agradeceu a seus pais, que foram seus primeiros catequistas na iniciação à vida cristã e a todos que participaram de sua formação e caminhada até aqui.

Ainda, em seus agradecimentos, Pe. Celso ressaltou: “Quando a comunidade trabalha unida é muito forte, mas falta ainda mais unidade e eu desafio vocês que estão aqui: vistam a camisa. Não basta dizer ‘eu sou católico’, não basta dizer ‘eu conheço o evangelho’. Vistam a camisa de Cristo e não a camisa do pároco e vamos caminhar juntos. O Papa Francisco nos pede comunhão, participação e missão. Então, nesses 25 anos de minha vida sacerdotal, minha alegria é ver vocês aqui; alegria receber uma mensagem da família, dos amigos, daqueles que estiveram juntos. Dificuldades todos temos e ainda tenho. Eu estive quase morto, o médico me disse um dia: ‘você não tem mais jeito’ e eu disse: ‘tenho sim, pois confio em Nossa Senhora’. [...] Confiem em Nossa Senhora, São José, São Leonardo Murialdo e em Jesus Cristo. Sintam-se todos agradecidos. Deus os abençoe e mantenham-se firmes e fortes. ‘Combati o bom combate e guardei a fé’”.

 

Fotos: Divulgação

Anterior
GALERIA DE FOTOS